Este livro é uma novela de Samuel Beckett, ilustrada e traduzida por Célia Euvaldo. Encadernado com as páginas dobradas, o projeto tira partido da simetria entre texto e imagem, e coloca ambos em fluxo contínuo. A tipografia condensada, quase sem margens, procura reforçar o caráter angustiante e mordaz do monólogo. A capa lembra uma lápide.

2004