O supermacho – romance moderno   

“Fazer amor é um ato sem importância, já que se pode repeti-lo indefinidamente” é a frase de abertura deste romance provocador. A imagem da máquina e a busca pelo ilimitado ocupam papel central no enredo. A repetição e a referência às vanguardas do início do século 20 são elementos inspiradores tanto da tipografia como das ilustrações, feitas por Andrés Sandoval a partir de carimbos. 


2016
assistente de design Livia Takemura