Este livro analisa minuciosamente cinco projetos de escala urbana do escritório Cauduro Martino, situados na interface entre design gráfico, desenho industrial, arquitetura e urbanismo. São trabalhos seminais quanto ao método e à linguagem, que tiveram papel fundamental na construção de uma visualidade moderna para São Paulo.

O projeto é uma narrativa contínua de imagens sangradas, alternando os desenhos originais dos projetos, feitos à mão, reproduzidos em escala real, e fotografias de época de German Lorca, Cristiano Marcaro, Lew Parella e do próprio João Carlos Cauduro. Todo o texto foi composto em uma faixa branca que atravessa essa narrativa.


2014
com Celso Longo

28° Prêmio Design Museu da Casa Brasileira – trabalhos escritos